17 de outubro de 2016

A festa da taça


Nesta 3ª eliminatória tive a possibilidade de observar Da Linha Lateral dos respectivos estádios, os confrontos SC Covilhã vs Freamunde, U.Leiria vs Boavista e Sertanense vs Tondela, todos com ambientes, sensações e resultados bem distintos.
Começando por uma ordem cronológica, o primeiro "prato" deste menu foi SC Covilhã vs Freamunde, na Sexta-Feira. O desafio entre duas equipas da Ledman Liga Pro marcou também a inauguração oficial de uma nova bancada coberta no Estádio Municipal José dos Santos Pinto, estádio para quem não sabe, já na subida da Covilhã para a Torre, com uma vista fenomenal, onde se sente bem o ar puro e fresco da Serra da Estrela. Resolvido apenas no último minuto do prolongamento, foi o jogo mais emotivo e equilibrado dos três que vi. Destaques a nível individual para Harramiz Soares, Filipe Chaby e Davidson Pereira do lado do SC Covilhã, com a admiração destes dois últimos terem começado no banco de suplentes e só tardiamente a meu ver terem entrado na partida, tal foi a diferença de jogo assim que entraram no relvado. Do lado do Freamunde, Miguel Pedro, que com 32 anos continua com cara e irreverência de "puto" e ainda é o principal agitador das águas às vezes demasiado paradas na equipa de Carlos Brito.

No Sábado, U. Leiria vs Boavista, jogado no Estádio Dr.Magalhães Pessoa (um dos estádios do Euro2004), que quase não precisava de bancadas, tal a enorme escassez de adeptos para os lados de Leiria. Um jogo com a história resolvida demasiado cedo, com os dois golos do Boavista muito cedo na partida (9 e 16 minutos) e uma expulsão (de onde estava pareceu forçada) de Ernest Antwi para o U.Leiria ainda no primeiro tempo. Com 10 jogadores, sem qualidade para segurar Iuri Medeiros e Idris Mandiang a tomar conta do meio-campo, o emblema leiriense foi presa fácil para um Boavista que se limitou a controlar a partida durante todo o segundo tempo.

No Domingo, finalizei a "volta da taça" com o Sertanense vs Tondela. A equipa da Sertã (líder da sua série no Campeonato Prio) quis, numa arrojada atitude e demonstração de coragem do seu treinador Gonçalo Monteiro, jogar de igual para igual com o primidivisionário Tondela, tentando aproveitar algum desconforto na cadeira do técnico Petit. A ideia era boa, surpreendeu e ainda fez tremer o Tondela algumas vezes, mas a fragilidade defensiva dos sertanenses não aguentou a veloz frente de ataque dos visitantes e acabaram por sair vergados a um 0-4, demasiado penalizador para o que se passou no Campo Dr. Marques dos Santos e para o constante estado de alerta a que o Tondela foi obrigado.

A festa da taça continua na próxima eliminatória (a quarta), já sem alguns emblemas da Liga Zon em competição, com destaques para Belenenses, Rio Ave, Arouca e Moreirense, todos eliminados por clubes de escalões inferiores. A relembrar também o demasiado sofrimento de Sporting e Benfica, vencendo apenas pela margem mínima.

A taça é bonita, a taça está viva!!

Sem comentários:

Enviar um comentário